Ads Area

Propaganda Pio do Jacu

Após ser alvo de busca, Moro muda material de campanha


O ex-juiz e ex-ministro Sérgio Moro, candidato ao Senado pelo União Brasil, foi alvo de uma busca e apreensão pela Polícia Federal a mando do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) por conta de que no seu material de campanha, os nomes dos seus suplentes não aparecer com destaque – no caso Luis Felipe Cunha e Ricardo Guerra. 

Após a ação, o candidato ao Senado do Paraná agora se apresenta como “Juiz Moro”, e os nomes de seus dois suplentes, Luis Felipe Cunha e Ricardo Guerra, desta vez aparece com maior destaque. 

A justificativa para a ação do TRE no sábado, 3, foi o tamanho dos nomes dos suplentes, que não cumpririam a determinação legal de ser no mínimo 30% do que é destinado ao titular da chapa.

A decisão de acrescentar a palavra “juiz” antes de Moro foi tomada por decisão da direção nacional do União Brasil, conforme informa a Folha de S. Paulo – panfleto da esquerda. 

A ação contra Moro foi movida pela Federação formada por PT, pelo PCdoB e pelo PV. Segundo o coordenador da campanha do ex-juiz, Gustavo Guedes, o material anterior não feria a legislação eleitoral. “Há jurisprudência de que o critério principal deve ser a efetiva visualização dos nomes dos suplentes, e isso estava claro nas nossas peças. Esse é o ponto, e não ficar discutindo se está 27%, ou 29% do tamanho do titular”, afirma.

Sérgio Guedes informou que irá pedir na justiça eleitoral uma reconsideração sobre a decisão em relação ao material antigo. “O fato é que nossa marca é bem mais visível do que a de adversários como o senador Alvaro Dias”, diz Guedes.

A busca e apreensão ocorreu na casa do ex-juiz porque foi o endereço informado junto ao TRE e ele ainda não possui escritório político, diz o advogado de Moro. 

Moro foi às redes sociais logo após a ação para criticar o PT, que fez o pedido à Justiça Eleitoral. “Isso é muito velha política, coisa que se fazia 20 anos atrás. O grande objetivo era criar um fato político em cima dessa situação”, diz Guedes.

Postar um comentário

0 Comentários

Top Post Ad

Below Post Ad