Propaganda Prefeitura de Nova Laranjeiras
Propaganda Prefeitura de Laranjeiras do Sul

Radialista do sudoeste do PR, em áudio, assedia e xinga mulher laranjeirense após anúncio Facebook


Um radialista e criador de conteúdo digital, que supostamente trabalha em uma rádio no sudoeste do Paraná, assediou uma mulher de Laranjeiras do Sul pelo Facebook nesta quinta-feira, 09, após a publicação do anúncio da venda de uma caminhonete no marketplace dessa rede social.

Conhecido como Marcos Santin, em seu perfil que tem 9 mil seguidores, se apresenta como locutor da Rádio Verdes Lagos 89.3 FM | 100.9, de São Jorge d'Oeste (PR), desde 2022. 


Imagem da mulher comentando que estava sendo assediada pelo radialista 


Imagens do Facebook de Marcos Santin

A mulher - que prefere não ser identificada - veio se queixar pelo Whatsapp ao editor do Pio do Jacu que estaria sendo assediada, recebendo pelo Messenger vários áudios de Marcos, xingando de vários palavrões como filha da puta, vagabundo, corno e outros. Ela acredita que ele se confundiu pensando que o anunciante da camionete a princípio somente um homem e evangélico. 

A conversa começou quando ele ofereceu seu veículo Fiat/Palio para troca no Ford Ranger que estava sendo anunciado, mas com a negativa do marido da vítima, que estava no lado e alegou que não desejaria negócio, o radialista começou os impropérios.  




Imagens do anúncio no Facebook e dos áudios enviados pelo Messenger


No começo de um dos áudios, ele começa dizendo “a paz de jesus” – muito usado pelos evangélicos – e em seguida começa os xingamentos gratuitos, sem motivo aparente. Foram diversos áudios, mas transcrevemos alguns em que ele é mais agressivo: 

“- Paz de Jesus, crente filha da puta, vai tomar no c*, bota o teu negócio funcionar certo. Bandido filha da puta! Na paz do diabo te leve. Vai tomar no c* cara! Poste a camionete como é! Home do céu, é gasolina, diesel, flex, seu vagabundo! Demoniado! Crente, filha da puta! Da paz do Jesus, que te leve para o inferno, filha da puta! 

Em certo momento, ele acusa que o vendedor é apoiador do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Provavelmente, o ‘xingador’ é esquerda e apoiador do presidente Lula (PT). 

“- Vá aprender a vender camioneta, na b*ceta, na b*ceta da tua mulher que é p...ta. Todas as crentes são p..ta, sabe né. Todo crente é corno, porque os cristãos fodem bastante. Vai tomar no c* bolsonarista do diabo! Bota certo ali a gasolina ou diesel. Filha da p*ta do diabo!”.

Em outro áudio, ele continua os xingamentos, desta vez demonstrando preconceito religioso e prometendo (afirmando) que faria sexo com a mulher do suposto anunciante e que já tinha estuprado a filha do mesmo. 

“- Tá enganado, eu já fodi a tua mulher e eu não sou viado. A tua filha já estuprei e já fodi a b*cetinha da tua mãe também! Vagabundo! Vai se enxergar, bêbado, chapado! Ignorante! Já pedi desculpas e me redimi, porque eu estava lidando com pessoas do Bolsonaro… Natanael… professor”. 

Foram feitos prints nas redes sociais de Marcos Santin e em uma postagem, publicada na tarde de quinta-feira, ele aparece transtornado e aparentemente alterado, tecendo críticas carregadas de palavrões sobre a indústria farmacêutica. 

A denunciante afirmou ao editor do Jacu que pretende tomar as providências cabíveis e legais sobre o assédio do radialista via Messenger. 

Ao cidadão que proferiu os impropérios à mulher, fica o espaço para a defesa e alegação do motivo em que se sucedeu tais ofensas. 

Ouça os xingamentos:


COMENTÁRIO DO JACU:

É cada doido e sem noção que aparece por aí, mas nesse caso é algo grave. É uma pessoa conhecida e do meio da comunicação. Deveria ter mais postura e não estar xingando gratuitamente uma pessoa que simplesmente está anunciando a venda de um veículo no Facebook. 

E mesmo ele pensando que fosse homem, xingou uma MULHER, afirmando que estupraria quem fosse esposa, filha ou mãe; E ainda cometeu intolerância religiosa, Lei nº 14.532/2023, artigo 140 do Código Penal, parágrafo terceiro, que determina que, no caso do crime de injúria, se ela consistir na utilização de elementos referentes a religião (...), a pena para o crime será de reclusão de um a três anos e multa. A Lei foi promulgada pelo presidente LULA em 2007. 

Cometeu também intolerância política, sem ao menos saber se a anunciante tem alguma preferência política. É barbaridade isso, tchê!!!

Ouça os xingamentos no Youtube:

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem